"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

31.3.13

De todas as coisas, gigante é o meu coração. 
Gigante também é minha força de vontade e minha risada, que costuma fazer barulho. E de tudo que possuo, guardo tudo escrito e rabiscado, releio e guardo no coração para nunca esquecer, porque aprendi que o que fica lá dentro é para sempre. E findando esta conversa, sou essa garota que gosta de amor completo, vontade escancarada, poucos acertos, algumas loucuras, endereço certo, vida incerta, e um único detalhe relevante: a decisão de continuar colaborando com a minha história e tentar fazer bonito, mesmo errado. Absolutamente convicta de que a minha vida é a única coisa que me pertence e ninguém tem a responsabilidade de vivê-la por mim, a não ser eu. 
 

Um comentário:

Nádia Santos disse...

Lindo poema minha querida, vc escreveu o que eu gostaria de escrever sobre mim de uma maneira clara e intensa... sou como tu, quero ser dona de minha vida, quero fazer o que gosto e sinto vontade, gosto de viver intensamente todas as emoções, seja uma gota, um chuvisco ou uma tempestade (como tu o disseste) e quem não quiser se molhar ou ser levado, saia da frente. Parabéns, temos uma alma intensa. Bjus voltarei mais vezes.
=> Gritos da alma
=> Meus contos
=> Só quadras