"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

20.4.17

Com a Inteligência Emocional você aprende a discernir quem merece uma explicação, quem apenas merece uma resposta, e quem não merece absolutamente nada! 

11.4.17

Aquela pessoa

Você também tem que eu sei
Aquela pessoa, não adianta negar
Que tem passe livre
Carta branca na sua vida
Pra ir e voltar quando quiser
Nunca vai deixar de ser o que é 
Todo mundo tem uma pessoa
Aquela pessoa
Que te faz esquecer todas as outras(...)

Exclusividade

8.4.17

"Quando a última coisa que você tiver for Deus, 
você vai descobrir que ele era a única coisa que você precisava ter."
"Somos passageiros exigindo eternidade."

22.10.16

Admiro pessoas que sabem usar as palavras, mas prefiro as que sabem me deixar em silêncio.

16.10.16

Permita-se...


(...) Não tenta atropelar a vida porque ela é do tipo que atropela como ninguém. Então, se o choro vem, descarregue; se a tristeza vem, viva – porque ela veio pra ser degustada como quase tudo na vida. 
Sinta, sofra, chore, amargue – e depois lave o rosto cansado e comece tudo de novo. 
Sofrer é humano – desumano é querer se esconder das tempestades da vida que chegam pra cada ser vivente em algum momento.
 E quando se diz que, na vida, é preciso se permitir, isso certamente engloba – também e principalmente – permita-se chorar.

7.6.16

Beijos.


(...) Beijar é sentir o beijo como um todo, mesmo que, naquele momento, não haja a possibilidade de um sorriso.(...)

Um belo beijo se entende, se molda aos calafrios alheios, se escreve em carinhos tortos; seja na cama, na porta de casa, no carro ou na escada de incêndio. Há nuca, há cabelo por trás da orelha, mão no rosto, há olhos fechados e coração aberto. Há olho no olho, no antes e no depois, há sintomas do nosso interior estar sorrindo. Num beijo bom sempre há amor. Mesmo que, entre os dois, não haja um amanhã. A gente tenta entender o que o outro sente, se deixa ir, sem questionamentos, vive o atual e, pelo menos um pouco, experimenta como é ser o outro.


5.6.16

Amigos de verdade

Como diz uma grande amiga minha, ter amor é bom, mas sair com as amigas é impagável! Indispensável, absolutamente  necessário pra manter nossa sanidade e alegria nos níveis recomendados. Dificilmente a gente é tão autêntica em outra situação que junto com elas. Tô falando de amigas, hein, "falsiane" nao se aplica - pois é, pode parar com essa mania de chamar qualquer criatura de "amigaaaa!!!". Fica esperta.
Com elas  se pode beber, falar bobagem, desabafar, soltar as feras, ser frágeis e corajosas, doces ou sarcásticas. Experimentar aquele drink novo, falar de nossas  dores e aspirações sem que ninguém te condene nem julgue. Pode até não falar nada. Viver ou sonhar com experiências que nem pensamos antes, falar bem e mal dos parceiros, sejam eles atuais, passados ou pretendidos. Contar as mancadas, os sucessos e sermos acolhidas com isso tudo.
Um mundo ideal assim só se encontra em poucos lugares.
Os braços das amigas é um deles.