"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

21.6.12

Saudades

"Tem um tipo de saudade que não cessa.
É um tipo de saudade que exige a presença,
que exige o toque, que exige palavras e que exige silêncio.

Uma saudade que nunca acaba, que está sempre ali,
em cada despedida, em cada carência.
O tipo de saudade que eu tenho dele.
Uma saudade sempre presente.
Uma necessidade constante dele.
Uma vontade mesmo que insconsciente de rouba-lo pra mim.

E só eu sei a falta que ele me faz.
Não é que eu já esteja com saudade;
eu ainda estou com saudades.
É que nunca dá tempo de eu me cansar de você.
Ainda bem."

Nenhum comentário: