"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

16.4.13

É quando eu menos quero, que eu acabo te sentindo. 
Te lembrando. 
Te falando alto nos meus silêncios.

4 comentários:

• Eva Correia disse...

.. E acabo sentido essas intestimáveis sensações!
E toda causa passa a ser efeito !!

Mi minha querida amiga, minha parceira de publicações nesse blogger que praticamente é a nossa melhor versão de palavras, sentimentos desejos e etc', não é mesmo .

Voltei das férias, e cheia de vontade de retribuir ao teu carinho , das publicações, tudo me fez falta !!

Beijos Beijos Beijosss

Ótima tarde !

ღ Miichelly ღ disse...

Eva

Que delícia, que bom q está de volta amiga.

Espero que tuas férias tenham sido deliciosamente prazerosa e que esteja ainda mais inspirada.

Beijos meus e ansiosa p te ler.



Ângelo Feinhart disse...

Infelizmente, não tenho tido todo o tempo que gostaria, para ler-te aqui, sempre. Tens a perfeita noção da beleza, e a distribuis em cada verso preciosamente. Neste, confesso que um sorriso de reconhecimento me escapou antes que eu o percebesse. Sem dúvida, estamos diante de uma grande poetisa. É verdade, Miichely, esse momento mágico de que falas se dá exatamente quando menos o queremos, ou no mínimo quando menos o queremos confessar.

ღ Miichelly ღ disse...

Ângelo Feinhart

Que bom que compartilhamamos do mesmo bom gosto.

Fico extremamamente feliz com sua visita.

Obrigada sempre pelo carinho do comentário.

Beijos meus e um ótimo fim de semana.