"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

6.11.12

Decidi-me

Decidi-me: terei um caso de amor com a felicidade!
Não...não me acuse de profana ou inconsequente!
Há tempos que a felicidade vem me seduzindo, me fazendo caras e bocas, cruzando as pernas e me chamando para conhecê-la de forma mais íntima...
Eu até que resisti por muito tempo, me fiz de cega, surda e muda...
Mas ela passava pela minha história, escandalosa, intrigante, convidativa...
Admito que sempre a olhei de rabo de olhos, dissimulando minha vontade de agarrá-la com as duas mãos e abocanhá-la.
É...a felicidade provoca na gente reações que até o diabo duvida!
Mas o que fez, finalmente, render-me aos apelos tresloucados desta marota menina chamada felicidade, não foi a insistência...foi a necessidade de ser feliz de verdade!
 

Um comentário:

You and Me disse...

Ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem decepções. Ser feliz é ser feliz, é viver a vida com tudo oq ela traz de bom e as vezes nem tão bom.
Beijos de felicidade hoje amiga *☆*