"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

27.8.14

Um do outro

Quando os corpos se pertencem, não há zonas proibidas, não há canto nem recanto que não anseie por ser invadido e explorado. 
E nós,  mais obediente do que nunca,  satisfazemos todos os pedidos, respondemos todas as súplicas e cumprimos todas as ordens. 
Nunca reclamamos..., a não ser por mais.








2 comentários:

Gugu Keller disse...

Juntos, dois corpos podem tudo.
GK

Samuel Balbinot disse...

Bom dia minha querida...
um do outro.. perfeito não é.. os corpos unidos numa chama de luz fosforescentes que não podemos ver mas que nos envolve quando o amor acontece.. beijos de bom dia querida Miih.. até sempre