"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

14.7.13

Sempre sobra alguma coisa, um segundo no tempo, um lapso de memória. 
Um som, um gesto, uma palavra, um toque, qualquer coisa viva e intensa. Mesmo mínima, mesmo perdida em milhões de anos luz, essa pequena faísca que brilhou e apagou quase que ao mesmo tempo, se eterniza em algum lugar da história. 
Não morrerá comigo, você se fez inesquecível. 
 

Um comentário:

Nádia Santos disse...

Tem coisas, pessoas ou momentos que saão inesquecíveis.... Adorei. Bjus linda!

=> Gritos da alma
=> Meus contos
=> Só quadras