"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

16.3.13

O melhor do amor
não se escreve,
talvez não se fale jamais.
Refugia-se
Nos longos olhares,
Nos longos beijos,
Peito contra peito
E o coração nos lábios

Nenhum comentário: