"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

11.8.12

Espelho

Às vezes, é preciso rasgar as nossas roupas.
Para sentir na pele a carícia do vento, o calor do sol e a frieza da chuva.
Para que aqueles que nos cercam possam realmente conhecer-nos e entender as nossas reações.
Para que possamos ser sinceros conosco; para desabafar por um instante e aliviar a pressão que sentimos na maior parte do tempo, durante todos os dias.
Às vezes, é preciso rasgar as nossas roupas.
Para encontrar o nosso verdadeiro Eu.      

Nenhum comentário: