"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

25.12.11

Me ame apenas...

(...)Não me descreva, não me entenda, não diga me amar.
Me ame apenas.
Não perca a chance, não deixe pro dia seguinte.
Não existo amanhã.
Eu só existo dentro dos seus olhos,
da sua boca, dos seus braços,
na ponta dos seus dedos.
Me ame apenas.
O corpo é a única prova de amor.

Nenhum comentário: