"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

21.11.11

Sins e Nãos

O amor vai até onde a gente aguenta. 
Até onde o nosso sim resiste e permite. 
Hoje eu não aceito muitas coisas. 
Digo não no trabalho, digo não na família, digo não na amizade, digo não no amor. 
E não sou mais ou menos legal por isso. 
E não amo mais ou menos por isso. 
A gente tem que estar bem certo daquilo que quer ou não quer. 
Do que faz bem ou não faz. Antes, eu preferia ver o outro bem do que ficar bem. Agora eu quero pensar nas coisas que realmente me fazem bem.

Hoje eu quero estar rodeada de sins. Mesmo que pra isso eu precise dizer muitos nãos."

Nenhum comentário: