"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

3.2.13

Na convivência, o tempo não importa.
Se for um minuto, uma hora, uma vida. O que importa é o que ficou deste minuto, desta hora, desta vida. Lembra que o que importa é tudo que semeares colherás.
Por isso, marca a tua passagem. Deixa algo de ti, do teu minuto, da tua hora, do teu dia, da tua vida.

Um comentário:

Apenas eu... disse...

O sentimento intenso, aquele realmente vivido e que valeu a pena, este, háaaa, este nunca mais será apagado da memória, do corpo e da alma.
Lindooo amiga Míìh !!!
Bjss ^^