"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

5.1.13

E no balanço das horas tudo pode mudar

No balanço do cotidiano, em que as pessoas cruzam nossos caminhos e que as palavras e os pensamentos são trocados e a vida ensina como uma escola todos os dias, é muito difícil manter os olhos ingenuos sob nossas ações. Complicado digerir esse turbilhão de sentimentos.
 É preciso fazer escolhas e cuidar todo o tempo, muitas vezes é preciso balançar devagar e refletir sobre o caminhar. Não atropelar quem amamos, para ser terno e eterno na doçura do gostar.
 E no balanço das horas tudo pode mudar.

3 comentários:

Lynce disse...

Eu raramente faço balanços, boazona...

SEX IS MY LIFE disse...

O post é de uma profundidade muito grande....
Precisamos aprender que a vida é um exercício diário de humildade.... Aqui quem te fala isso é um sobrevivente de dois----- eu disse dois!!!!! ----- acidentes aéreos!!
2, dois, two, deux....dos...
Beijos!
Adorei o post..... um dos melhores que li na internet.
Você conhece meu outro blog de poemas??
www.integraldemim.blogspot.com ?

~^~ Lena Lopez ~^~ disse...

Dizem que a vida é feita de escolhas e delas dependem o que seremos amanhã. Não existe outra opção, temos que escolher, mas lembrar da ação e reação!
BJOS
Lena