"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

31.8.12

É preciso

É preciso se expôr sem medo de dar vexame. 
É preciso colocar o trabalho na rua. 
É preciso saber ouvir um não e, depois de secar as lágrimas, seguir batalhando. 
Arriscar, é o nome do jogo. Muitos perdem, poucos ganham. 
Mas quem não tenta, 
não tem ao menos o direito de reclamar.
 

Nenhum comentário: