"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

9.7.12

Dengo

Coisa boa é dengo. Aquele calor do cair da tarde na cama e par.
 O carinho dos dedos na ponta da orelha, o desenho dos contornos no rosto, o arrepio na nuca depois de um cheiro bom. Enrolar a pontinha do cabelo, juntar os pés até que eles se encaixem feito peças, procurar quentinho e conforto para a cabeça que recosta no peito. E ali dormir, e ali sonhar, e ali ouvir qualquer coisa - ou, com perdão, apenas fingir que está ouvindo,
já que bate alto o amor ali dentro.
 Beijos suaves carimbando mãos, braços, pescoço, bochechas e onde mais houver espaço para o afeto. 
Que bonito é transformar em gesto o carinho sentido,
a vontade de estar ali e sempre. 
  Dengo é declaração de amor sem texto.
 Doce, puro, espontâneo e instantâneo. 
A prova mais linda do que é o querer muito, 
o querer bem. 

Te  amo ,viu?!?!

4 comentários:

Hot Spot disse...

Ando com muitas saudades disso...

beijossssss


HOT SPOT NO MSN:

hotspotonline@hotmail.com

Anônimo disse...

Bjs morena que eu adoro

ღ Míìh..ღ disse...

Hot Spot

É tão bom...

ღ Míìh..ღ disse...

Anonimo, que não é anonimo rss

Beijo meu vício gostoso :))