"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

7.7.12

Assim ele vem

E apresenta como calor.
Chega perto. Acorda o arrepio. Entra nos olhos, em primeira instância.
Faz acampamento.
Acende a lareira de dentro, serve uma taça de vinho.
Guarda o cigarro para depois.
Passeia pela ponta dos dedos, dos pêlos, nos riscos das peles,
nos vãos dos poros. 
Crescente. 
Pulsante. Arfante. Serpente.

Explora cada um dos seus novos territórios. É dono dali.
Abraça, respira, língua o desejo, rasga silêncios, afirma com os olhos e coxas. 
Acaricia com tudo: cabelos, cílios, cotovelos, dobras, lábios, entranhas.
Dança. Faz poesia de corpos. Dança. Derrete todos os sentidos.
Funde.
Espasma e sussurra pra dentro.
Depois,
Suspira profundo,
Relembra do mundo e derrama-se em dois, novamente,
para dormir a alegria da alma.

3 comentários:

SenhoraLúcifer disse...

Quanta intensidade! Adoro sexo intenso que repousa nos braços um do outro.
Beijos gulosos em você.

Cia do Pecado disse...

Belo post

sexshop disse...

Muito lindo seu blog !!