"De leve...inocente...determinado...despercebido...distraído. E outra vez os arrepios...outra vez as sensações..."

23.5.12

E assim é...

(...)
Ver que eu não preciso me misturar para me envolver. 
Que eu não preciso me perder para encontrar. 
Que eu não preciso me defender para me oferecer proteção.
 Que eu posso, sim, ir ao encontro dos outros e da vida, com a paz de quem está aprendendo a se respeitar, sem deixar de levar no coração e no rosto o meu buquê de sorrisos."

Nenhum comentário: